NOSSOS SERVIÇOS

  • Mediateca
  • Intercâmbio
  • Tradução
Mediateca

Concebida pelo Institut Français de Madri (por Alain Durand e Nathalie Lelong), a Bibliothèque de l’apprenant (BA) é uma seção destinada a acompanhar os estudantes na aprendizagem do francês, qualquer que seja seu nível. Ela propõe uma coleção de documentos de dois tipos: pedagógicos, manuais de gramática, dicionários, manuais de aperfeiçoamento fonético etc; culturais, romances, documentários, guias de viagem, filmes. Os romances são classificados por nível (A1, A2, B1, B2) e identificados por cores (amarelo, azul, verde, vermelho, respectivamente). Que o aluno esteja em níveis avançados ou não, ele encontrará aí documentos que o auxiliarão a descobrir melhor a língua francesa e as culturas francófonas, investindo assim em uma aprendizagem mais autônoma.

Clique aqui e tenha acesso ao acervo da BA.

Intercâmbio

 

Para realizar um intercâmbio durante a graduação é preciso que sua universidade no Brasil possua um convênio firmado com uma instituição francesa de ensino superior e que defina os termos de equivalência e revalidação das disciplinas cursadas nos dois países.

Entre em contato com o departamento ou assessoria de Relações Internacionais de sua instituição de ensino para conhecer as suas possibilidades de intercâmbio, os pré-requisitos e as condições de seleção.

Uma vez aceito em um intercâmbio, você deverá receber uma carta de admissão timbrada e assinada que deve obrigatoriamente conter seu nome completo, a duração precisa do intercâmbio e a informação de que se trata de um acordo de cooperação entre a universidade brasileira e a francesa.

Caso o intercâmbio possua uma duração superior a 3 meses, essa carta de admissão é indispensável para que você possa solicitar seu visto de estudante junto ao Consulado da França. Porém, não se esqueça que antes você deve cumprir as etapas do procedimento pré-consular Campus France.

Acesse: http://www.bresil.campusfrance.org/node/6588

 

Tradução

O serviço de tradução prestado pela Aliança Francesa de Aracaju abrange a tradução simples, que consiste na transposição de um texto (literário, técnico) em língua francesa para outro em língua materna (portuguesa). Esta modalidade, diferentemente da tradução juramentada (regulamentada pelo decreto n° 13609, de 21.10.1943), não é aceita em órgãos públicos brasileiros, embora ambas tenham o mesmo conteúdo. A tradução simples é realizada por tradutor devidamente qualificado (professores da instituição) e entregue em papel sulfite e/ou mídia eletrônica, resguardados os direitos autorais do tradutor e da AF.